Tudo sobre sanca de gesso

Descubra o que é sanca de gesso, conheça seus 3 tipos e confira um passo a passo rápido para a instalação deste tipo de acabamento para o teto dos ambientes

Você já se cansou de olhar para o teto e ver uma superfície sem graça, branca e totalmente morta para o estilo da casa? Uma excelente solução para transformar a parte de cima dos ambientes entregando estilo e sofisticação é incluir uma sanca de gesso.

Neste caso, ao escolher os materiais de construção, você terá que incluir o gesso para revestir o teto da sua casa e mudar totalmente a cara dos espaços.

A sanca de gesso é uma técnica que possibilita vários designs no teto dos ambientes e permite utilizar diferentes tipos de iluminação a fim de entregar elegância e modernidade nos cômodos do imóvel.

Trata-se de um acabamento entre o teto e a parede que utiliza gesso, de fácil aplicação, com um baixo valor de investimento e que pode ser feito em qualquer espaço. Por isso hoje é uma opção popularmente escolhida nos projetos.

Por diminuir a distância entre piso e teto, seu uso é recomendado em ambientes com pé direito grande para deixá-los mais aconchegantes e estilosos. Caso contrário, transmite a sensação de “apertamento” nos espaços.

Continue a leitura, conheça os tipos de sancas de gesso e veja o passo a passo de como fazê-la.

Os três tipos de sanca de gesso

Os três tipos de sanca de gesso são: aberta, fechada e invertida. Confira como é cada um deles.

Sanca fechada

É o modelo mais simples de ser feito. São placas de gesso que ficam abaixo do teto fazendo todo seu fechamento. O nome “fechada” é dado, pois o teto é completamente coberto com gesso e não existe iluminação indireta, são apenas spots fixados no gesso, com os bocais das lâmpadas convencionais.

Sanca aberta

Este tipo segue o mesmo padrão fechado, o que muda é a iluminação indireta, que fica “escondida” nos vãos de gesso nos cantos da parede ou em outros setores do acabamento. Para este método de iluminação, são geralmente utilizadas lâmpadas fluorescentes, mangueiras luminosas ou fitas LED no vãos.

Sanca invertida

Este tipo é o inverso dos outros dois, pois a iluminação indireta fica voltada para parede em vez de ficar para “dentro” do acabamento em gesso. Ao contrário da aberta ou fechada, que podem ser feitas apenas em algumas partes do teto sem necessidade de rebaixá-lo, a sanca invertida requer o rebaixamento total do teto.

Passo a passo: como fazer uma sanca de gesso adequadamente

1- Verifique o nivelamento do teto

É comum existir um certo desnivelamento no teto. Portanto, o primeiro passo é checar o nível para que a sanca seja feita acompanhando o teto e reduzindo a diferença entre as paredes.

2- Identifique o quanto o teto será rebaixado

Para resolver o desnível do teto, é preciso tirar a medida de quanto ele deve ser rebaixado a fim de nivelá-lo por inteiro. O tamanho do rebaixamento varia conforme o tipo de moldura nos cantos e do modelo da sanca (aberta, fechada ou invertida).

3- Cortar as placas de gesso

Depois de definir o rebaixamento e marcar as paredes, é preciso cortar as placas de 60x60cm pela metade, as deixando com 30x60cm. As placas cortadas precisam ser fixadas em arames presos no teto por meio de pinos.

4- Fazer o travamento das placas

Para que o arame seja passado, é preciso fazer um furo nas placas e um corte em “V” nas laterais. Isso é feito para esconder os elementos de fixação. Depois disso, para travar as placas, é utilizada uma estopa embebida de gesso e em conjunto com um material aglomerante específico para este fim.

5- Verificar o nível da moldura e travá-la

Após fixar a base da sanca, é necessário colocar uma moldura de acabamento, também fixada com arame, mas com o travamento na base (revestido com a estopa). Para isso, é preciso verificar o nível da moldura.

Neste ponto, os buracos estão aparentes, para preenchê-los você deve utilizar gesso e, na hora do acabamento, gesso em pó de secagem lenta. Espátula e pincel são indispensáveis nesta etapa. 

6- Colocar as lâmpadas

No acabamento com sanca, toda a fiação fica entre o teto e as placas de gesso. No tipo fechado, é preciso recortar o gesso no tamanho do spot, realizar as conexões elétricas, fixá-lo e depois instalar as lâmpadas

Nos outros tipos, em que são utilizadas lâmpadas fluorescentes, fitas LED ou mangueiras luminosas, os fios são maiores para que os conectores possam ser retirados dos vãos no gesso, conectados e colocados de volta na sanca com a fonte de iluminação.  

 

Back To Top
%d blogueiros gostam disto: