Descubra o que é nômade digital e como adotar este estilo de vida

Descubra o que é nômade digital e como adotar este estilo de vida

Estamos chegando ao fim de 2021 e a internet já é acessada pela maior parte da população. São mais de 134 milhões de brasileiros, ou 74% da população acima dos 10 anos de idade. Isso significa que em praticamente todos os lugares tem acesso a internet.

Com a maioria dos lugares tendo conexão com a internet, e muitas pessoas trabalhando pelos computadores, acaba abrindo a possibilidade de não necessariamente ter um lugar fixo de trabalho. Pronto, você acabou de descobrir o que é ser um nômade digital.

Nômade digital é a pessoa que trabalha com a internet de qualquer lugar, sem ter uma residência fixa. 

A principal vantagem de ser um nômade digital é a possibilidade de ter como escritório qualquer lugar do mundo, ou quase todos. 

Essa liberdade de trabalhar onde e quando quiser faz muita gente decidir abandonar as rotinas normais de qualquer pessoa e seguir a vida sendo um nômade digital. 

Apesar de existir muitas vantagens de se trabalhar como nômade digital, há desvantagens como na parte social ameaçada em sempre dizer adeus às pessoas, e a vida instável. 

Agora que você já descobriu o que é nômade digital, continue acompanhando esse artigo e descubra como adotar esse estilo de vida. Acompanhe:

Como adotar o estilo de vida de um nômade digital?

Como já é de se esperar, a primeira coisa que você vai precisar procurar para ser um nômade digital, é ir em busca de um trabalho que possa ser feito do computador, celular, tablet. Enfim, de algum dispositivo.

Quase certeza que para conseguir isso, você vai precisar ser um profissional liberal, autônomo ou freelancer já que o patrão poderia por algum motivo poderia impedir alguma viagem sua.

Sabendo disso, separamos algumas formas de você conseguir ganhar uma grana sendo um nômade digital. Confira:

1- Criador de conteúdo

Mesmo que você não queira produzir conteúdo diretamente, com um projeto próprio essa área pode ser muito boa. A área de criação de conteúdo é perfeita para quem gosta de mexer nas redes sociais, curte escrever, gravar e produzir vídeos. 

Caso você opte pelo caminho de ter um negócio próprio, sua principal renda com certeza deve ser a de anúncios. É possível monetizar o seu conteúdo por meio de anúncios em sites, ou vídeos.

Agora, se você não gostar do primeiro caminho, é possível ganhar uma grana vendendo por exemplo artigos nos sites de freelancer. Essa pode ser uma forma de ganhar dinheiro sem ter que se preocupar em gerenciar um negócio, de fato.

2- Programa de afiliados

Uma área que tem crescido muito e ainda tem espaço para continuar crescendo é a de programa de afiliados que vendem produtos digitais. Esse ramo ficou conhecido por plataformas de infoprodutos como a Hotmart, mas também é possível ganhar dinheiro indicando produtos de sites como a Amazon, Aliexpress, Hostinger, Hostoo. 

Inclusive, essa é uma boa renda adicional para quem se interessar pelo tópico anterior de produção de conteúdo.

3- Venda de produtos

A pandemia obrigou muita gente a comprar pela internet. E a tendência é só aumentar a frequência de compras, tornando esse mercado muito promissor.

Ao contrário do que o pessoal pensa, é possível ter um e-commerce funcionando mesmo sem estoque, usando a modalidade de vendas dropshipping onde o fornecedor é o responsável pelo envio da compra.

4- Criador de sites

É possível cobrar por um site institucional de 10 páginas em média de R$2.500. A área de criação de sites também é bem promissora, nem precisando saber programação para criar, somente usando ferramentas como Elementor, Wix e Webflow.

Fora que ainda dá para oferecer mais serviços ao mesmo cliente como um serviço de otimização de SEO (caso você não saiba o que é SEO, clique aqui), e de redator. 

5- Venda cursos

Um nicho muito lucrativo e que nômade digital pode trabalhar é o de vender cursos. Não só o de cursos, mas de conhecimento em geral, podendo ser um Ebook, e uma consultoria.

Esse nicho é muito bom porque não tem estoque, é altamente escalável e não precisa de uma estrutura muito grande. A venda de Ebooks e Cursos, são do estilo onde você faz uma vez e vende ainda podendo gerar renda passiva.

6- Abrir um negócio

Como mencionamos no início do artigo, é muito difícil ser nômade digital sem trabalhar para si mesmo. Então, se você quer entrar para essa vida, crie um negócio de preferência digital.

A dica aqui é para que você pense em criar um empreendimento no estilo Startup, pensando em uma solução disruptiva para um mercado e que precise ser escalável e no seu caso digital. 

Lembrando que caso você for morar em outro país, um cuidado que você deve ter é com a parte fiscal. Se você for mesmo embarcar nessa vida de nômade, vai perder um tempinho estudando as legislações tributárias de cada país.

E aí, pronto para iniciar sua vida atuando como um nômade digital?

Compartilhe abaixo sua opinião sobre o conteúdo!

Back To Top
%d blogueiros gostam disto: