Como Funciona um Hostel?

como funciona um hostel

Um hostel é uma forma de hospedagem prática e barata, para quem gosta de viajar com pouco dinheiro. O hostel também pode ser chamado de albergue, e é um tipo de hospedagem que pode oferecer acomodações compartilhadas (uma cama) ou individuais (quarto privado).

Para quem quer economizar o máximo, a opção é a cama em um quarto compartilhado. Mas as opções de quartos individuais também valem muito a pena, principalmente, para quem está viajando com uma companhia.

A regra do hostel é a convivência, pois você terá que compartilhar espaços com outros hóspedes. E isso pode ser um ponto positivo para quem gosta de conhecer pessoas nos lugares que visita.

Para saber mais sobre como funciona um hostel, continue lendo este artigo de negócios e viagens, e confira como funciona esse tipo de hospedagem barata, a queridinha de jovens mochileiros, que hoje já conquistou pessoas de todas as idades e vários perfis de viajantes.

Confira: Como sair das dívidas do cartão de crédito?

Funcionamento de um hostel

Acomodações

Na verdade, não há uma regra para o funcionamento desse tipo de hospedagem. Por isso, os estilos podem variar um pouco.

Existem quartos coletivos e quartos individuais, há lugares que você já encontra o quarto e a cama arrumados. E em outros, é você mesmo quem organiza a sua cama, colocando o lençol e a fronha.

Na maioria das vezes, funciona no estilo faça você mesmo. Ou seja, você mesmo leva suas malas para o quarto e, em geral, não há telefone nos quartos para fazer pedidos na recepção.

Perfil do público

Muitas vezes, as pessoas associam o hostel a um lugar movimentado e cheio de festas, e isso tem uma razão de ser. A maior parte das pessoas que se hospedam nesse local são jovens, principalmente por causa do preço desse tipo de acomodação.

Assim, é bem comum encontrar bares e pubs dentro do hostel. Além disso, esses lugares oferecem uma programação diversificada para atrair os hóspedes.

Contudo, hoje em dia, esse tipo de hospedagem tem atraído gente de todas as idades, que se encaixam nesse perfil de buscar um lugar mais simples e barato, onde você mesmo faz as suas coisas, sem necessidade de alguém para te servir o tempo todo como nos hotéis.

Cozinha compartilhada

A cozinha compartilhada é um ponto forte dessa hospedagem. Pois, além de ser prática, ajuda muito quem quer economizar na viagem, e cozinhar algumas de suas refeições. Além disso, possibilita interação entre as pessoas também.

Evidentemente, é preciso deixar tudo limpo depois do uso, pois não terá ninguém para fazer isso por você. Cada pessoa é responsável pelo que usa e suja.

Além disso, você pode usar a geladeira para armazenar alguma coisa que comprou no supermercado, mas é preciso etiquetar com o seu nome, quarto e data de saída do hostel.

Afinal, caso você vá embora sem consumir o alimento ele pode se tornar de uso comum.

Localização

Uma coisa interessante de se observar, é que a maioria dos hostels fica em locais estratégicos das cidades. Muitas vezes, com acesso muito mais fácil do que hotéis.

Pois a sua estrutura permite que ele seja instalado em um casarão antigo da cidade, ou em uma pequena rua turística. Afinal, não há necessidade de grandes espaços para estacionamento, restaurante e tudo o mais que os hotéis tradicionais oferecem.

Inclusive, é muito comum que os hostels que oferecem café da manhã, o façam no terraço da construção ou numa varanda. Além de aproveitar bem o espaço, ainda passa aquela sensação de acolhimento de estar em uma casa residencial.

Atividades

Por fim, muitos hostels conseguem te oferecer ou indicar atividades com preços acessíveis na cidade, como excursões, aluguéis de carros compartilhados e tours free walking (aqueles que, no final, cada pessoa paga o que pode ou o que acha que vale).

Isso é fácil, pois a maioria dos hóspedes está em busca dessas atividades, e o hostel faz o papel de juntar essas pessoas.

Back To Top
%d blogueiros gostam disto: