Como fazer uma construção sustentável?

construção sustentável

Como fazer uma construção sustentável?

Atualmente cada vez mais a sociedade vem se reeducando e se conscientizando sobre construção sustentável e o impacto que a produção e o alto índice de consumo vem causando ao meio ambiente. Mas estamos ainda longe do ideal. Existem diversas maneiras de tomarmos ações que possam reduzir esses impactos e cada vez mais, parte da população vem pensando bastante em como será o futuro de outras gerações, tentando minimizar ao máximo os impactos ambientais que elas sofrerão.

 

Uma dessas maneiras de redução de impactos ao meio ambiente pode ser voltada principalmente ao ramo de construção civil, já que esse setor da economia acaba causando diversos prejuízos à natureza como o excesso de consumo de materiais, excesso de consumo de água e excesso de consumo de energia. Em média, os recursos da construção civil podem consumir 75% de recursos naturais, 20% de água e acaba gerando 80 milhões de toneladas por ano de resíduos.

 

Por isso diversas empresas de construção atualmente investem na parte de pesquisa para conseguir encontrar uma solução mais eficaz para reduzir os impactos ambientais e também atender ao público que cada vez mais vem buscando alternativas para uma construção sustentável. A construção com uso de materiais reaproveitados  é uma tendência recente nas engenharias, arquitetura e decoração, sendo o conceito sustentável bastante requisitado. Até pessoas mais antiquadas têm optado por aliar conceitos de tecnologia com a criação de uma construção sustentável que favoreça ao meio ambiente e outros usuários. Confira neste artigo, alguns conceitos e tudo que você precisa saber sobre uma construção.

construção sustentável
construção sustentável

O que é construção sustentável

O termo “construção sustentável” não se trata de um edifício de construção civil, mas sim de boas práticas que deverão ser adotadas durante todo o processo de construção. A principal função da construção sustentável é fazer com que o processo de construção de um prédio ou cada acabe não agredindo o meio ambiente e possa colaborar com outros fatores como promover um bom conforto térmico (sem a obrigatoriedade de instalações para favorecer esse conforto como ar condicionado que consome energia, por exemplo), melhorando qualidade de vida e reduzindo consumo de energia.

 

A uso de materiais reaproveitados deve seguir também alguns parâmetros e técnicas para ser classificada dessa forma, considerando diversos fatores ambientais, sociais e econômicos como: escolher o lote ou terreno; implantar adequadamente o entorno; gerenciamento eficaz de canteiro de obras; gerenciamento de resíduos; relacionamento com os trabalhadores da construção, manutenção e desmontagem, e escolha de materiais.

A origem da construção sustentável

O conceito de construção sustentável não é novo. Diversos países mais desenvolvidos como na Europa, EUA e Japão atualmente oferecem até incentivos governamentais para que empresas ou pessoas sigam tal padrão de construção ao optar por construir um edifício sustentável, ou seguindo parâmetros ecologicamente corretos! Isso pode permitir que mesmo as pessoas que possuam um orçamento limitado possam fazer uma uso de materiais reaproveitados sem ter o dinheiro como um empecilho. O conceito ainda é recente no Brasil.

O ideal de construção sustentável começou a ser idealizado em 1970, após a crise do petróleo.

Engenheiros e arquitetos precisam começar a pensar em formas de diminuir o consumo de energia ou encontrar outras fontes já que o petróleo não é renovável e de fontes limitadas. Mesmo com o fim da crise do petróleo, o ideal de uso de materiais reaproveitadosl permaneceu e como atualmente cada vez mais as pessoas se preocupam com a sustentabilidade, o conceito e sua abrangência vem só se expandindo. Alguns conceitos menos tecnológicos como arquitetura bioclimática começaram a surgir durante parte do século XX e acabaram se perdendo porque os edifícios locais sempre consideraram fatores como clima, ambiente e natureza. Com o crescimento acelerado de grandes centros urbanos esses conceitos acabam também ficando impraticáveis. Veja no Instagram de arquiteto Rio de Janeiro, idias para seu projeto

construção sustentável
construção sustentável
construção sustentável
construção sustentável

Evolução do conceito de construção sustentável

1990 foi um ano fundamental para que houvesse o crescimento do ideal de uso de materiais reaproveitados e sustentabilidade no ramo da construção. Cada vez mais os novos profissionais que vêm se formando academicamente, tem que buscar conhecimento na área para encontrar alternativas mais baratas e sustentáveis, já que a maioria dos materiais de construção costumam ser bastante caros.

O número de edifícios sustentáveis é relativamente grande ao redor do mundo, mesmo ainda podendo ser aumentado. No Brasil, ficamos em 5º lugar, quando se fala na produção de prédios verdes, perdendo apenas para EUA, China, Canadá e Índia.

construção sustentável
construção sustentável

Construção ecológica X Construção sustentável

Os termos são bastante parecidos, mas é preciso se atentar a algumas diferenças quando se fala em “construção ecológica” e “construção sustentável”. Muitos profissionais e pessoas acabam usando os termos como sinônimos, mas a construção ecológica acaba se referindo a algo que ocorre mais comumente em meios urbanos e buscam utilizar tecnologias que possibilitam que a construção tenha sustentabilidade.

São exemplos de construções ecológicas, por exemplo, os iglus que são as casas dos esquimós, feitas com gelo (material encontrado na própria natureza local) e que praticamente se confundem com o ambiente. Já a uso de materiais reaproveitados são boas práticas que devem ser utilizadas em todo o processo construtivo, desde a escolha de materiais, como eles podem ser reciclados, utilizar técnicas de arquitetura que permitam que os edifícios não gerem tanto impacto visual na paisagem, etc.

Veja em nosso site, mais ideias de projetos.

Back To Top
%d blogueiros gostam disto: