Quais são os tipos de transporte rodoviário para cargas pesadas no Brasil?

Caminhão munck

No Brasil, o sistema rodoviário é de longe o mais utilizado para transporte de cargas. Milhares de caminhões vão às ruas todos os dias para movimentar os mais diversos tipos de materiais. 

O transporte rodoviário é muito utilizado por empresas e embarcadores do país, por oferecer diversas vantagens de mobilidade, custos mais baixos e praticidade. Alguns estudos indicam que o modal rodoviário é responsável por mais de 58% de toda a carga trafegada por aqui.

É um número expressivo, o qual apresenta resultados também na economia, movimentando mais de US$ 48.3 bilhões ao ano. O mercado de fretes é fundamental para o Brasil em diversos aspectos.

75% da produção no país é transportada pelas rodovias do país, ficando na frente dos meios marítimo (9,2%), aéreo (5,8%), ferroviário (5,4%), cabotagem (3%) e hidroviário (0,7%).

Esses dados foram retirados da pesquisa Custos Logísticos no Brasil, da Fundação Dom Cabral. Este segmento é amplo, conta com diversos serviços e tipos de veículos diferentes.

Saber qual veículo escolher para suas atividades é essencial para proporcionar segurança e agilidade à movimentação da carga. Essa opção deve ser determinada pelo peso, volume da carga e distância do percurso do transporte.

Se será em perímetro urbano ou rodoviário extenso, por exemplo. É importante saber os tipos de caminhões indicados para cada situação, caso contrário, vai sobrecarregar ou desperdiçar a capacidade do caminhão e o valor dos investimentos. 

Confira a seguir, os principais modelos de veículos para transporte rodoviário no país. Entenda qual o mais indicado para suas atividades e muitas outras curiosidades sobre o tema. Acompanhe!

Conheça os diferentes veículos para transporte de cargas

O transporte de cargas pesadas é um serviço complexo, cheio de desafios, ainda mais no Brasil que há muita burocracia cercando este segmento. A escolha do veículo ideal pode facilitar ou não esta atividade. 

Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), por meio da Portaria nº 63/2009, existe um peso máximo permitido por eixo ou conjunto de eixos. Além dos limites de comprimento e peso total de cada veículo de transporte rodoviário.

Então, as denominações das máquinas normalmente utilizadas se referem ao uso do veículo, regulamentações e leis que criam classificações específicas sobre eles.  Mostraremos ao longo deste conteúdo as máquinas mais utilizadas nesse meio.

Há dezenas de outras opções, mas essas são as mais conhecidas no mercado e úteis para os mais diversos tipos de serviços. Então, fique com os detalhes e curiosidades sobre esses veículos.

Caminhão munck

Caminhão munck é um dos veículos mais utilizados no país, dado que realiza dois serviços com a mesma máquina. Essa opção conta com o chassi de um caminhão comum e os braços hidráulicos de um guindaste. 

Então, ele consegue carregar, descarregar e içar cargas com facilidade. É indicado para materiais pesados, por suportarem pesos elevados. Os muncks podem rodar pelas rodovias do país sem maiores transtornos.

O guindauto, como também é chamado, por ser usado em construções civis, usinas, indústrias, na montagem de estruturas metálicas e muito mais. Ou seja, ainda é uma alternativa versátil.

Por todas as características citadas, é uma das opções mais procuradas. Para contar com essa máquina é muito simples: basta procurar por empresas que fazem a locação de caminhão munck ou ofereça fretes com essas máquinas.

Toco ou caminhão semi pesado

O caminhão semipesado, muito conhecido como toco, tem quatro pontos de contato com o solo e dois eixos – um na frente e outro na traseira. É uma opção muito utilizada também por poder transportar diversos tipos de cargas. 

No mercado, pelas suas características que citamos, é famoso por ser um 4×2. É um modelo básico de porte médio, o qual pode ser usado para serviços no ambiente urbano e em viagens mais longas pelo país. 

O peso bruto chega a até 16 toneladas, podendo transportar até seis toneladas e ter, no máximo, 14 metros de comprimento. Movimentam a grande maioria dos tipos de cargas, como as secas e produtos diversos em distribuição, como açúcar, óleo, arroz, grãos, entre outros.

Truck ou caminhão pesado

Os caminhões pesados são os principais responsáveis pela logística no país, eles atuam em diversos serviços, nos mais diversos segmentos. O truck, como também é conhecido, tem um eixo dianteiro simples e um conjunto de dois eixos traseiros. 

O conjunto traseiro pode ser misto, no qual um é simples e o outro é duplo, com capacidade de peso bruto total de 19,5 toneladas. Também é possível encontrar modelos com ambos os eixos duplos, aguentando 23 toneladas de peso.

Conhecido também como caminhão 6×2, esse veículo tem o comprimento de cerca de 14 metros, o que favorece um melhor desempenho nas estradas. Pode ter diferentes tipos de carroceria, o que aumenta seu leque de possibilidades de serviços.

Pode movimentar mercadorias encaixotadas e paletizadas, chapas, barras de aço, engradados, cereais a granel, soja e muitos outros materiais.

Back To Top
%d blogueiros gostam disto: