Como sair das dívidas do cartão de crédito rapidamente

Como sair das dividas

Todos temos dívidas e, muitas vezes, são a causa da insônia que impede que nossos olhos fechem durante a noite.

Entenda, todos, em algum momento da vida, acabamos ficando com dívidas em algum momento, seja do cartão de crédito ou de uma conta que não fechou no orçamento do mês.

A melhor notícia que eu posso dar hoje é que existem formas de sair do vermelho e uma delas é a organização das finanças. Ser responsável com seus gastos e controlar o que entra e sai vai ajudar na hora de pagar as dívidas.

Confira algumas dicas de como sair das dívidas do cartão de crédito rapidamente.

Planejando a prioridade

O primeiro passo é o planejamento, coloque em xeque o que você consegue arrecadar mensalmente e, em seguida, junto com as contas que você tem. O valor das dívidas precisa ser menor do que o valor que você recebe mensalmente.

Caso a conta não fecha e as dívidas somam um valor maior, o único jeito é dar prioridade às contas mais importantes e resolvê-las primeiro antes de outras. A prioridade em toda casa é a água, a luz e gás, conte isso como as principais a serem pagas e excluídas do monte de contas.

O cartão de crédito representa, em alguns casos, a maior parte dos gastos da casa, sendo usado para compras desnecessárias e a dívida só aumenta, por isso, evite gastos não emergenciais.

Das demais contas, quais representam maior importância? De atenção a ela. Mantendo a organização, mês após mês, ficará fácil lidar com as contas uma de cada vez até conseguir quitar todas.

Existem também a possibilidade de negociação da dívida, você pode tentar baixar o valor mensal e fazê-lo encaixar na sua renda. A melhor escolha de prioridade são as dívidas mais caras, essas podem render maiores problemas, por isso, priorize-as.

Negociação

Até o momento, a negociação é a melhor forma de evitar o nome sujo por muito tempo. Dessa forma, a sua dívida alta, por meio de negociação, pode ser dividida por mais vezes ou, se for o caso de quitação, negociar um valor X para pagamento à vista.

Você tem dois caminhos para isso, a primeira é entrando em contato com o credor e renegociar. A segunda é através do Serasa, pelo site mesmo ou em estabelecimento físico.

Mas, atenção quando for renegociar, você precisa entender que está negociando algo que anteriormente já havia sido afirmado, por esse motivo, não cumprir com a renegociação pode piorar sua situação perante o credor.

Corte de gastos

Cortar gastos desnecessários vai te ajudar a economizar algum valor todo mês. Esse valor pode ser usado para pagar aquela dívida empacada na sua gaveta.

Algumas formas de economia que podem ajudar são:

  • -Evitar lavar as roupas na máquina com muita frequência;
  • -Banhos longos (estipule um tempo máximo para o banho, por exemplo, 5 minutos por pessoa);
  • -Evitar deixar muitas luzes acesas durante a noite (recomenda-se apagar todas a noite);
  • -Cancelar serviços desnecessários, não utilizados ou trocar por um plano mais barato.

Anote seus gastos e estipule um orçamento

Para cada coisa, crie um valor máximo de gastos, por exemplo, no mercado você vai gastar um valor X. Para o escritório, é esse outro valor. Passar do orçamento pré-estipulado não é uma opção, apenas se a situação for de urgência.

O cartão de crédito também deve ser limitado e utilizado apenas quando a necessidade apertar.

Para organizar suas contas e passar a controlar tudo que compra, anote cada coisa que precisa e a quantidade de precisa, assim terá ciência total do valor que vai usar e poderá evitar sair do orçamento.

Monte uma reserva de emergência

Essa dica é ideal para evitar problemas de endividamento e pode ser usada como uma precaução para problemas como esse, podendo ser uma forma de se livrar rapidamente de contar que estejam pesando no seu bolso.

Antes de começar a fazer contas, separe um valor do seu pagamento todos os meses, por exemplo, por um ano.

Esse valor acumulado vai servir como uma saída para dívidas. Vamos supor que você extrapola nos gastos com o cartão de crédito e fez uma conta que seu salário não vai te permitir pagar.

Para resolver isso, você já tem uma reserva e pode usá-la para quitar essa dívida sem sofrer no processo.

Os hábitos são muito importantes

Nossas manias nos causam problemas, principalmente com contas. Se você costuma fazer comprar com o cartão de crédito regularmente, acho que está na hora de deixá-lo de lado. Essas dívidas são muito comuns e as responsáveis por muitos – e caros – endividamentos.

Nesse momento você deve reavaliar o seu eu interior, o que o levou a estar endividado, suas ações e manias e como ter mais consciência para sair dessa crise. Em seguida, aplicar algumas dessas dicas e começar a cuidar do seu dinheiro corretamente.

Back To Top
%d blogueiros gostam disto: