Como fazer chatbots eficientes com inteligência artificial?

Inteligência artificial

Cada vez mais popular em sites e prestadores de serviço, os chatbots solucionam grande parte das dúvidas ou pedidos de clientes sem a necessidade de nenhuma intervenção humana. Com a inteligência artificial, os chatbots são eficientes e se mostram como uma solução para atendimento ao público. 

Se você já entrou em contato com alguma empresa e trocou mensagens com um chatbot, sabe o quanto este serviço pode ajudar o cliente, que não precisa esperar para conversar com um atendente. Sanando dúvidas e resolvendo problemas com respostas que não soam como programadas, o chatbot é uma tecnologia que veio para ficar. 

Mas se você ainda não conhece este recurso, nem sabe como pode usá-lo a favor da sua empresa, continue lendo este artigo e descubra como criar chatbots eficientes com inteligência artificial. 

O que é a inteligência artificial e como ela funciona para criar chatbots eficientes? 

A inteligência artificial – também conhecida pela sigla AI –, é a inteligência programada por humanos e aplicada em máquinas que permite que elas resolvam problemas. Com isso, os computadores conseguem “raciocinar”, através de uma programação que usa a lógica, decidindo qual é o caminho que deve ser seguido para execução de uma tarefa. 

Dessa forma, quando a inteligência artificial é aplicada nos chatbots, cria robôs mais eficientes em suas respostas e tarefas, isso por causa do machine learning, em que a máquina consegue aprender através das interações com os usuários. 

Assim, ao conversar com um usuário e entender suas necessidades, o chatbot “ganha experiência”, melhorando seu entendimento dos pedidos ou tarefas que deve cumprir. 

Por meio da rede neural artificial, que tenta imitar o pensamento humano, e usando o Processamento de Linguagem Natural (NLP), a programação é capaz de entender não só a solicitação do cliente, mas também sua linguagem, dando uma resposta de acordo com o pedido. 

Como fazer um chatbot com inteligência artificial 

Agora que você já sabe o que é um chatbot e como a inteligência artificial atrelada a esta tecnologia funciona, provavelmente quer saber como a AI pode criar chatbots eficientes. 

Mas saiba que criar um chatbot requer muito planejamento, já que essa tecnologia precisa entender com clareza quais são as maiores necessidades da sua empresa, para poder responder aos clientes da forma correta. Confira todos os processos que envolvem a criação de um robô de chat.

  1. Analisar as necessidades e requisitos 

Para criar um chatbot, a primeira etapa é uma análise do próprio negócio. Neste momento, o essencial é entender quais benefícios essa tecnologia pode trazer para o seu negócio, qual o público-alvo e como o robô poderá ajudá-lo. 

  1. Checar a funcionalidade e o fluxo da conversa

Após analisar tudo o que seu bot precisa para funcionar bem e de acordo com as necessidades de sua empresa, chegou a hora de especificar as funcionalidades do robô, por exemplo, se ele abrirá caminho para um atendimento humano ou não. 

Além disso, a criação do fluxo da conversa se dá nesta hora, simulando todas as possibilidades de conversas com os usuários, definindo os comandos dos chatbots, que orienta seu cliente por qual caminho seguir para obter respostas ou uma solução. 

É neste momento que se pode criar bots mais complexos com a NPL, fazendo o robô aceitar maior gama de respostas. 

  1. Criar a arquitetura do chatbot 

Com o fluxo da conversa já definido, é hora do projeto de engenharia, abordando todos os componentes do chatbot, projetando desde suas primeiras funções, até o direcionamento do usuário.

  1. Fase de desenvolvimento e testes

É nesta etapa que o chatbot começa a sair do imaginário da empresa e começa a ser desenvolvido. E a cada etapa, novos testes são conduzidos, tudo para checar que o bot possa, de fato, atender às necessidades de seus usuários. 

  1. Publicação e monitoramento 

Realizado todos os testes, o chatbot está pronto para ser hospedado em uma plataforma e começar a atender os usuários. Mas o trabalho não acaba quando o bot finalmente chega ao seu site. 

Ainda é necessário monitorar seus resultados, analisando a conversa e comportamento do bot com seus usuários. Segundo o site upFlow.me, “isso envolve a revisão dos registros de conversas e das métricas de uso”, ou seja, é preciso garantir que cada pessoa resolva seu problema de forma mais rápida possível. 

Quanto menos mensagens o usuário tiver que responder para chegar a uma solução, melhor. Por isso, analisar as conversas é um ponto essencial para criar um chatbot eficiente, usando a inteligência artificial. 

Segundo a Salesforce, quase 70% dos consumidores preferem usar chatbots a conversar com outra pessoa para resolver um problema. Por isso, analise se o chatbot é uma tecnologia que pode melhorar o relacionamento com seu público e caso a resposta seja positiva, invista na tecnologia. 

Já conhecia o funcionamento e as vantagens dos chatbots guiados por inteligência artificial? Compartilhe com um amigo!

Back To Top
%d blogueiros gostam disto: